Vereador foi morto em Araruama foi morto a mando tráfico da Baixada Fluminense, afirma Polícia Civil

Vereador-01

Parentes e amigos do vereador Ciraldo Fernandes em frente à Câmara/Paulo Henrique Cardoso / Inter TV RJ/Reprodução

Ele foi executado com pelo menos sete tiros quando estava em um bingo na localidade conhecida como Campo do UTA, no Bairro Fazendinha.

Traficantes de Duque de Caxias assassinaram o vereador Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), de 57 anos, no começo da noite do último domingo em Araruama, na Região dos Lagos. É o que aponta a investigação da Polícia Civil. Ele foi morto com pelo menos sete tiros quando estava em um bingo na localidade conhecida como Campo do UTA, no Bairro Fazendinha.
O caso está sendo investigado pela 118ª DP (Araruama). O corpo do parlamentar, que foi velado a noite toda na Câmara Municipal da cidade, será enterrado na manhã de hoje no Cemitério Municipal de Araruama.
Segundo a Polícia Militar, dois homens armados em uma moto efetuaram os disparos. Ciraldo morreu na hora. Uma das linhas de investigação da Polícia Civil é que o vereador teria se recusado a pagar propina a traficantes, o que motivou sua morte. Quem assumirá no lugar de Ciraldo será o suplente Jizamar Coutinho Souza, conhecido como Borracha, também do DEM.

Investigações apontam recusa de propina
A Polícia Civil também investiga a motivação do crime e uma das linhas de investigação é se ele teria se recusado a pagar propina para traficantes da região.
O caso está registrado na 118ª Delegacia de Polícia de Araruama. Um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias da morte e diligências estão em andamento, mas a investigação está sob sigilo, de acordo com a Polícia Civil.
O Disque Denúncia recebe informações sobre o crime, por meio de seu aplicativo para celulares, por mensagem privada em seu perfil no Facebook, pelo WhatsApp/ Telegram (21) 98849-6099 ou pelo telefone (21) 2253-1177.

Luto de três dias
Ciraldo foi o terceiro parlamentar mais votado em Araruama nas eleições de 2016 e estava no quarto mandato. A Câmara de Araruama e a Prefeitura lamentaram a morte do vereador e decretaram luto oficial de três dias.
“Meus sentimentos aos familiares e amigos do vereador Ciraldo! Que Deus conforte o coração de todos. Nos deixou de uma forma precoce e trágica, agora está ao lado do nosso Pai”, escreveu a prefeita Lívia de Chiquinho em suas redes sociais. Por meio de nota, o partido DEM afirmou que lamenta profundamente a morte e se solidariza com a dor dos parentes.

Deixe um Comentário