Vereador e filho são assassinados dentro de casa em Maricá

Pai e filho-23

O corpo de vereador e filho mortos a tiros em Maricá são velados na Câmara Municipal de Maricá/ErreJota Notícias/ Divulgação

Testemunhas contam que homens encapuzados invadiram a residência executaram as vítimas. Esposa e enteada do político também estavam no imóvel. Houve luta corporal

O vereador Ismael Breve (DEM), de 59 anos, e o filho dele, Thiago Marins, 31, foram mortos a tiros dentro de casa na madrugada de ontem em Maricá, na Região dos Lagos. A Polícia Militar informou que a esposa e uma enteada do político estavam em casa na hora do crime.
De acordo com relatos das testemunhas, era por volta das 4h quando dois homens encapuzados entraram na casa, no bairro Zacarias. Os atiradores arrombaram a porta do quarto de Thiago e atiraram contra ele. O vereador ouviu o barulho e levantou para ver o que era.
Para defender o filho, Ismael entrou em luta corporal com um dos homens e foi baleado pelo outro. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG).

Velório e sepultamento
No início da tarde, os corpos foram velados no plenário da Câmara Municipal da cidade. Às 17h, sepultados no Cemitério Municipal. Em nota, a Câmara de Vereadores de Maricá informou quer lamenta profundamente a morte do vereador e do filho. “Ambos foram
brutalmente assassinados na madrugada desta quinta-feira. A Câmara decreta luto de três dias e por isso a Casa de Leis permanecerá fechada neste período”, diz parte da nota.

Possível relação com morte de jornalista
A DHNSG investiga se as mortes do vereador e do filho têm relação com o assassinato do dono do jornal O Maricá, Robson Ferreira Giorno, ocorrido em em maio deste ano. Giorno pretendia ser candidato a prefeito nas eleições de 2020. Ele fazia reportagens sobre as movimentações políticas na Câmara de Vereadores da cidade e chegou a publicar matérias a favor de Ismael. Em uma delas, o jornalista escreveu que o vereador estava “conquistando a todos com sua simpatia e desenvoltura”.
Giorno ainda complementou afirmando que “Ismael não tem medo de votar a favor dos projetos da base do governo, desde que sejam em prol da população de Maricá”. O comentário foi feito logo após Ismael assumir a presidência do Partido Democratas (DEM) no município, no lugar de José Delaroli, pai do deputado federal Marcelo Delaroli.

Deixe um Comentário