Vereador acusado de agressão volta a ser denunciado em São João de Meriti

Agressão-06

 

O parlamentar enfrenta processo na Justiça por agredir colega durante sessão/Reprodução

Dois anos após ter sido denunciado por agredir um colega durante uma reunião interna de trabalho no gabinete da presidência da Câmara de Vereadores de São João de Meriti, o vereador Carlos Eduardo do Nascimento Soares, o Dudu Soares (PSD), volta ao noticiário de forma negativa.
Dessa vez por invadir unidades de saúde e “plantar” suposto paciente, produzindo escândalo para vídeos que posta nas redes sociais. Nesta terça-feira o prefeito da cidade, João Ferreira Neto, Dr. João, compareceu à 64ª Delegacia Policial para registrar ocorrência nesse sentido.
De acordo com a nova denúncia, Dudu tem ido às unidades de saúde supostamente para exercer o seu direito de fiscalizar, mas a finalidade seria bem outra: gerar tumultos, jogando supostos pacientes contra os médicos e servidores envolvidos no atendimento à população.
O caso registrado nesta terça-feira ocorreu no PAM de Eden, onde uma suposta paciente chegou, e depois de dez minutos de espera, começou a gritar. Não demorou muito para o vereador chegar e fazer uma gravação com ela que, conta uma testemunha, depois se acalmar, entrou no carro do parlamentar e foi embora.

Agressão
No dia 26 de maio de 2017, o que seria uma simples reunião interna de trabalho no gabinete da presidência da Casa descambou para a violência física e terminou em registro na 64ª Delegacia Policial, onde o vereador Rony Ferraz acusou Dudu Soares de tê-lo agredido a socos, na frente do presidente da Câmara, Davi Perini Vermelho, o Didê.
Na época o caso teve grande repercussão nas redes sociais. Em um vídeo compartilhado via WhatsApp, Rony Ferraz confirmou que fora “covardemente agredido” pelo colega “em pleno gabinete da presidência da Câmara” e anunciou que iria “até a última instância” para responsabilizar seu agressor e que iria vai fazer de tudo para que Dudu tivesse o mandato cassado.

Deixe um Comentário