Trio atira em jovem, mas alvo era irmão

1
1
Morto por engano. Essa pode ser uma das hipóteses investigadas pela Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) para o assassinato de um homem ocorrido na tarde de ontem, no bairro Cerâmica, em Nova Iguaçu. A vítima foi atingida com vários tiros na cabeça e chegou a ser socorrida.
De acordo com informações do delegado Willians Batista, da especializada, testemunhas relataram que por volta das 16 horas, Fábio Adriano Martins, de 22 anos, jogava cartas com amigos numa tenda improvisada como salão de cabeleireiro, na Rua Aníbal Alves, quando um veículo Voyage, de cor preta, com três homens parou próximo ao local e um dos ocupantes desceu e efetuou diversos disparos. “Ele foi socorrido para a Posse (Hospital Geral de Nova Iguaçu-HGNI), mas chegou morto, segundo informaram médicos da unidade”.
O alvo era outro
De acordo com informações de testemunhas que estão sendo apuradas pela DHBF, após ser baleado, o jovem ainda correu, mas acabou caindo na Rua Gama, uma das principais vias do bairro. No local, ele foi levado por conhecidos para o hospital.
Ainda segundo testemunhas, os assassinos teriam cometido um engano porque o alvo seria o irmão da vítima. A Polícia Civil não divulgou se tanto um, quanto o outro têm passagens pela polícia. Até o fechamento desta edição, nenhum dos suspeitos de cometer o crime havia sido preso.

 

Deixe um Comentário