TRF manda Picciani, Melo e Albertassi de volta à prisão

Site-01
Foto: Reprodução

Os desembargadores do Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro (TRF-RJ) votaram hoje (21) pelo retorno à prisão dos deputados federais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB. A Justiça Federal também determinou o afastamento dos parlamentares da Assembleia Legislativa (Alerj).
Os políticos haviam sido presos na Operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato no Rio, mas foram soltos após votação na Alerj na última sexta-feira, sem que houvesse notificação judicial. Com a nova decisão, os três devem voltar à prisão ainda nesta terça.
Relator do processo contra os três deputados, o desembargador Abel Gomes afirmou que o alvará de soltura feito pela Alerj é “esdrúxulo”. “Só pode soltar quem pode prender. Só pode expedir alvará de soltura quem expede mandado de prisão. Portanto, só poderia ser revogada [a prisão] por órgão judiciário”, afirmou o relator.

LEIA ESSA MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO DE QUARTA-FEIRA (22) OU NA VERSÃO ONLINE EXCLUSIVA PARA ASSINANTES.

Deixe um Comentário