Tiroteio no Complexo da Maré deixa um morto e dois feridos

whatsapp-image-2017-06-13-at-14.48.35.jpeg

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas após um tiroteio no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, na manhã desta terça-feira. Segundo informações da Polícia Civil, William Carlos Costa Machado, de 20 anos, que estava com um fuzil e participava do confronto com agentes, morreu após ser baleado. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, Jandson Josué Da Silva Belizário, de 24 anos, se feriu ao ser baleado. Ele foi levado para o Hospital Geral de Bonsucesso. O segundo ferido é Bruno Braga de Freitas, de 26 anos, que teria sido levado por traficantes para um hospital particular. Depois, segundo a corporação, Freitas, que tinha um mandado de prisão preventiva em aberto pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas, foi encontrado pelos agentes.

Grande quantidade de drogas e armamentos

Durante a operação, foram apreendidos mais um fuzil israelense, 12 carregadores de fuzil de diversos calibres, cerca de 7.500 pinos de cocaína, 2.800 sacolés de maconha, 50kg de maconha, 14kg de pasta base de cocaína, 5kg de crack, 8 rádios comunicadores, material de endolação e cadernos com a contabilidade do tráfico.

Moradores das comunidades da Nova Holanda e Parque União, na Maré, relataram intensa troca de tiros na manhã desta terça-feira. No perfil do “Maré Vive” no Facebook, um pai relatou a reação da filha ao saber que não poderia ir à aula por causa do tiroteio que aconteceu no Complexo da Maré. No desabafo, o pai diz que a menina chorou ao ouvir o barulho dos tiros.

Com o confronto no conjunto de favelas, quase oito mil estudantes estão sem aulas na Maré por causa dessa ação.

A ação da Polícia Civil contou com agentes da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

Deixe um Comentário