Suposto integrante de Direitos Humanos é preso

WhatsApp Image 2016-08-22 at 12.04.56

WhatsApp Image 2016-08-22 at 12.04.56

Um suposto representante de uma comissão de Direitos Humanos foi preso em flagrante pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), por porte ilegal de arma de fogo, em uma blitz na Rodovia Rio-Santos (BR-101), em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio. Além da arma, ele ainda portava mais munições no bolso da calça. O flagrante aconteceu na tarde de sábado (20).

Os agentes paravam suspeitos na altura do km 400, quando desconfiaram do motorista de um carro e resolveram abordá-lo. Logo após apresentar os documentos, o homem, de 49 anos, identificou-se como “representante dos Direitos Humanos”. Ele portava uma carteira funcional da Comissão Nacional de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania, além de outra identificação, de capelão cristão.

Durante a revista, a equipe encontrou com o suspeito um revólver calibre 38. A arma estava carregada com cinco munições e pronta para uso. O homem ainda tinha mais sete munições no bolso da calça. Ele confessou ter comprado o revólver por R$ 2 mil, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. Ainda segundo o indivíduo, que contou trabalhar num cemitério, a arma seria para se defender de assaltos. A ocorrência foi encaminhada à 50ª DP (Itaguaí).

Deixe um Comentário