‘Sucatões’ do transporte escolar de Japeri devem ser retirados de linha

Capa - Japeri

Os ônibus estão em péssimas condições de conservação e podem mais circular/Reprodução

Quase um ano depois da primeira matéria do elizeupires.com sobre a precariedade dos ônibus escolares que já custaram cerca de R$ 4 milhões aos cofres da Prefeitura de Japeri, o Tribunal de Contas do Estado determinou que o município não renove o contrato com a empresa JL Transporte e Construção firmado para o transporte dos alunos da rede municipal de ensino. a decisão foi tomada depois de uma auditoria feita pelo órgão, que também realizou uma vistoria na frota de 12 veículos velhos, vários deles com documentação atrasada há vários anos.A equipe técnica do TCE constatou a falta de cintos de segurança e estofamento de bancos e pneus em péssimo estados de conservação; veículos com portas quebradas, lotação máxima não observada, pintura despadronizada e ausências deautorização especial para transportar alunos e de duas vistorias especiais do Detran.Além de determinar a não renovação do contrato o tribunal de contas recomenda a compra de ônibus novos o que, segundo TCE, geraria uma economia de R$ 7.426.384,83, em um período de seis anos.

Deixe um Comentário