Seria emergência fabricada?

Prefeito-06
Foto: Reprodução

Prefeitura de Nova Iguaçu vai gastar mais cerca de R$ 50 milhões em contratos com dispensa de licitações e desperta atenção do TCE.

O governo de Rogério Lisboa, de Nova Iguaçu, voltou a comprometer recursos dos cofres da Prefeitura na base das emergenciais. Depois de renovar um contrato sem licitação no valor de R$ 4,3 milhões firmado com a Prime Administração pela Secretaria de Saúde e da contratação na mesma forma da Ônix Serviços com valor de R$ 6,7 milhões, o prefeijto autorizou a publicação no diário oficial de ontem de mais três dispensas de licitação por ’emergência, no total de R$ 38 milhões.
As renovações e a emergencial com a Ônix Serviços ocorreram porque o Tribunal de Contas do Estado (TCE) mandou suspender seis pregões que tinham sido marcados para o mês passado pelas secretarias de Saúde e Educação, por causa de irregularidades nos editais de licitação.

Leia essa matéria completa na edição impressa de quarta-feira (06) ou  na versão eletrônica exclusiva para assinantes do site Hora H…

Deixe um Comentário