Sargento reformado e comparsa vão em cana por extorsão em Magé

Dekegacia de Piabetá

O sargento reformado da Marinha Walter Gonçalves Araújo Júnior e Endreu Luiz Novaes do Amaral Souza com um comparsa por ameaça e cobrança de juros de empréstimo de dinheiro

Vítima ajudou agentes da Delegcia de Piabetá (66ª DP)  a dar o bote certeiro

Dois homens foram presos em flagrante, no início da noite da última terça-feira, por agentes da 66ª DP (Piabetá), em Magé, pela prática de agiotagem (crime contra a economia popular) e cobrança de juros extorsivos. Em abril de 2017, o hoje sargento reformado da Marinha Walter Gonçalves Araújo Júnior, de 40 anos, e Endreu Luiz Novaes do Amaral Souza, 24, emprestaram R$ 1 mil para o esposo da vítima, cobrando juros de 35% ao mês.
Segundo as investigações conduzidas pelo delegado Antonio Silvino, titular da unidade, dois dias depois de pegar o dinheiro, ele abandonou a família e passou a residir na Região Serrana com outra mulher. A partir de então, Walter passou a cobrar a dívida da ex-esposa. Em depoimento à polícia, ela relatou que a partir de junho de 2017 depositou quantias de valores variados na conta de Andreu, além de pagar parcelas diretamente a Walter, totalizando mais de R$ 10 mil.
Entretanto, declarou a vítima, os criminosos exigiam ainda o pagamento de mais R$ 2.800 para quitar a dívida. Em março deste ano, a mulher parou de entregar valores ao agiota sob alegação de estar enfrentando dificuldades financeiras. Indignado, Walter, então, decidiu ameaçar a vítima, afirmando que iria matá-la e aos seus filhos, de 1’1 e 13 anos, com tiros na cabeça.

Aterrorizada com as ameaças de morte
Aterrorizada com as ameaças de morte e sem ter como conseguir dinheiro, a mulher relatou que no final de setembro compareceu à sede da unidade onde prestou depoimento.
Foi instaurado inquérito policial para apurar os fatos. Na noite da última terça-feira, os agentes, que estavam de prontidão, foram alertados pela vítima, através de mensagem de Whatsapp, que a dupla teria voltado a sua residência para cobrar a dívida. Os policiais foram rápidos ao endereço e prenderam os marginais que estavam em uma pickup de cor branca.

Reportagem: Antonio Carlos 

Deixe um Comentário