Quadrilha que aterrorizava Duque de Caxias é grampeada

Presos-10

A Polícia Civil colocou um ponto nas ações de uma quadrilha suspeita de praticar diversos assaltos e roubos na região de Duque de Caxias. Entre os integrantes do bando há duas mulheres que foram presas com outros dois comparsas.

De acordo com investigações de agentes da 65ª Delegacia de Polícia (Magé), Raquel Ferreira Gomes, de 19 anos (conhecida como ‘Gringa’), Brenda Meg da Silva de Almeida, 23, Mário Sérgio Ferreira Gomes (ex-presidiário, e mais conhecido como ‘Tefinho’, 21, e Leandro da Silva Oliveira, o ‘Litrinho’, 25, que são da comunidade Rasta, vão responder pelos crimes de roubo.

Ainda segundo os investigadores, com base nos dados iniciais, a equipe passou a colher informações e a cruzar dados, conseguindo identificar mais um autor do crime, que já é considerado foragido.

Assalto até na Zona Oeste do Rio

As investigações apontam que os cinco criminosos roubaram dois veículos, um posto de combustível e diversos pedestres, num total de sete vítimas. Os crimes foram cometidos nas áreas da 65ª DP (Magé), 66ª DP (Piabetá), e 67ª DP (Guapimirim), além da 36ª DP (Santa Cruz).

Durante as diligências relacionadas às investigações tendo o bando como alvo, os agentes apreenderam um veículo VW/Fox e diversos telefones celulares.

Travestis podem ter participação nos crimes

Na sequência das investigações, a Polícia Civil chegou a um desmanche de veículos. No local foi encontrado um motor de carro roubado na área 60ª DP, distrital onde todas as ocorrências foram registradas.

Os agentes apuram denúncia de que alguns travestis, que fazem programa em Piabetá, integram a quadrilha de assaltantes, e pedem a quem foi vítima de roubo nos últimos meses que compareça na delegacia para possível reconhecimento dos suspeitos.

Segundo o titular da 65ª DP (Magé), delegado Angelo José Lages Machado, As investigações continuam em andamento com o objetivo de identificar outras vítimas.

Deixe um Comentário