Quadrilha da Pedreira usa bairro de Japeri para roubar cargas

4339d9f1-b68f-4b0d-bc63-32be2e39fbf9

Com prisão decretada por tráfico de drogas e citado em dez inquéritos de assassinatos que tramitam na Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Breno da Silva de Souza, de 22 anos, é apontado pela polícia como sendo o responsável em transformar um bairro da zona rural de Japeri numa filial da fação criminosa que controla o Complexo da Pedreira, na Zona Norte do Rio.

Segundo as investigações, bandidos da Pedreira usam o bairro Guandu como base para atacar caminhões nos 71km de extensão do Arco Metropolitano, que liga Itaguaí a Duque de Caxias, e em trechos das rodovias Presidente Dutra e Washington Luís.

Um dos ataques atribuído pela polícia à quadrilha foi no último dia 31 de maio, no Arco Metropolitano, em Japeri. Bandidos fecharam uma carreta com cigarros e metralharam o carro que fazia a escolta da carga. Na ocasião, dois vigilantes morreram e um terceiro ficou ferido. O bando fugiu com a mercadoria. No dia seguinte ao roubo, homens do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV) reforçaram o patrulhamento no Arco Metropolitano.

Apesar da atual notoriedade, Breno já era conhecido pela polícia. Em 2014, a 1ª Vara Criminal de Japeri expediu um mandado de prisão contra ele. De acordo com a DHBF, o criminoso é ligado a Thiago Rodrigues da Silva, o Thiago Gordo ou TH, que coordena os roubos de cargas praticados por traficantes do Morro da Quitanda, na Pedreira. TH é cunhado de Carlos José da Silva Fernandes, o Arafat, um dos chefes do tráfico no complexo carioca.

Deixe um Comentário