Professora diz que morte da menina Sophia foi ‘justiça divina’ e causa revolta na internet

Foto: Reprodução

Foto/Reprodução

 

A professora de história da Rede Estadual de Ensino do Rio Denise Oliveira, publicou em seu perfil no Facebook que a morte da menina Sophia Clara Braga, de 2 anos foi uma “justiça divina”.

Denise acusa o pai da menina Sophia, Felipe Mendes, de 34 anos de ser um dos Policiais Militares do 16°BPM (Olaria) que participou de uma operação em 2015, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio, que ocasionou a morte de 5 jovens.  A mulher diz que “ontem a dor de uma família, hoje é a dor da sua família”.  O pai da menina não faz parte do batalhão citado por Denise. Os quatro PMs que estiveram na operação respondem pelo crime e estão presos. São eles: Soldado Antônio Carlos Gonçalves Filho, cabo Fábio Pizza de Oliveira da Silva, soldado Thiago Resende Viana Barbosa e o sargento Márcio Alves dos Santos.

Os internautas responderam imediatamente de maneira revoltante o post da professora. Em uma das respostas ela ainda diz: “Ah, esqueci de dizer, podem xingar à vontade, Deus já fez a parte dele. A você só resta xingar mesmo. Kkkkkk“.

O perfil de Denise foi denunciado excluído e retirado do ar. A Secretaria de Estado e Educação (Seeduc) instaurou uma sindicância e vai apurar o ocorrido.

Deixe um Comentário