Polícia pega quadrilha que aplicava golpe em empresários do transporte de cargas

Fora - Bando-02

Numa das ações, vítima teria sido abordada por três homens armados, que roubaram R$ 5 mil.  Valores roubados foram recuperados pela Polícia Civil Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil desarticulou ontem uma quadrilha que aplicava golpes em empresários do ramo de transporte de carga. Os bandidos presos em flagrante por agentes da 52ª DP (Nova Iguaçu) foram identificados como Alessandro Pinto da Costa, Marco Antônio Ribeiro de Souza, Eduardo Pereira de Souza e Antônio Marcos Alves da Silva.
De acordo com os agentes, Alessandro, motorista da empresa, afirmou que parou o caminhão em Mesquita, na Baixada Fluminense, após realizar uma entrega em uma comunidade da Zona Sul. A suposta vítima teria sido então abordada por três homens armados, que roubaram R$ 5.000 (cinco mil reais), valor pago pela venda dos produtos transportados.
Desconfiados, os agentes suspeitaram do comportamento do motorista e, após diligências, capturaram Marco Antônio, que é ex-funcionário da empresa, que confirmou que a denúncia do roubo havia sido combinada com Alessandro e outras comparsas.
Todos os bens e dinheiros foram recuperados e os envolvidos presos por roubo majorado pelo concurso de agentes e emprego de arma de fogo. Os presos serão encaminhados à justiça e as investigações prosseguirão para identificar outros crimes cometidos pela quadrilha.

Prática do roubo com antecedência
Na delegacia, os autores confessaram que haviam combinado a prática do roubo com antecedência, além de entregar os demais comparsas e indicar a localização da res furtiva. Um dos participantes é ex-funcionário da empresa lesada.
A equipe da 52ª D.P. conseguiu deter os demais autores do crime e recuperou os valores subtraídos da empresa.                                                                                Os conduzidos receberam voz de prisão em flagrante pelo crime de roubo majorado pelo concurso de agentes e emprego de arma de fogo e serão encaminhados à Justiça. As investigações prosseguirão para identificar outros crimes cometidos pela quadrilha com o mesmo modus operandi.

 GPS é apreendido por PMs da UPP do Arará/Mandela

Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora Arará/Mandela, na Zona Norte do Rio, apreenderam na manhã desta quinta-feira (14) um bloqueador de sinal de aparelho de GPS usado por quadrilhas de roubos de cargas no Rio. Um homem suspeito de atuar como ‘coordenador de comunicação’ do grupo foi preso em flagrante.
O GPS (Sistema de Posicionamento Global, em inglês) serve para que os veículos roubados sejam localizados pelos proprietários das cargas. O “Jammer”, equipamento utilizado pelos criminosos, neutraliza o sinal e impede que os veículos sejam rastreados.
Conforme informações da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), o preso foi identificado como sendo Felipe da Silva Albernaz Cabral, também conhecido como Paulista, de 29 anos.
A investigação do núcleo de inteligência da UPP checou que Felipe já teria integrado a facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) e chegou a ser preso em 2012 na cidade São Vicente, em São Paulo. O homem também é réu em processo na Justiça de SP por tráfico de drogas.

Deixe um Comentário