PM briga com a mulher e acaba morto pelo enteado

PM morto-01

Uma briga de casal terminou de forma trágica no bairro Itaipuaçu, em Maricá, na Região Metropolitana do Rio. O segundo sargento da Polícia Militar, lotado no Palácio Guanabara foi assassinado pelo enteado na noite da última terça-feira.

O delegado adjunto da Divisão de Homicídios de Niterói, Allan Duarte, informou que o caso aconteceu durante uma briga do agente com a mulher, mãe do suspeito de atirar. De acordo com o que foi apurado, por volta das 21h, Wellington Henrique da Silva Marinho começou a discutir com a companheira e logo em seguida sacou a arma.

“Neste momento, o enteado de Wellington, Breno Silva Arruda, de 19 anos, entrou em uma luta corporal com o policial e conseguiu desarmá-lo. A discussão continuou e quando o policial militar se aproximou do garoto ele disparou em direção à sua cabeça.

Quando o policial caiu no chão, Breno disparou por mais três vezes em direção à sua nuca. O rapaz fugiu do local antes da chegada dos policiais.

Discutia com a família com frequência
A mulher do policial relatou em depoimento prestado aos agentes da especializada que nos últimos meses o marido estava muito irritado e discutia frequentemente com a família, inclusive chegando a agredi-lo. A policia também ouviu o filho do PM que vivia com o casal.

“Tudo leva a crer que este rapaz matou o padastro por legítima defesa. Mas acabou se excedendo por efetuar outros disparos quando ele já havia caído”, afirma o delegado Allan Duarte.

Na manhã de ontem os investigadores receberam informações de que um corpo com características semelhantes a de Breno havia sido encontrado em um terreno baldio em Maricá com tiros na cabeça.

“Ainda estamos em diligências para confirmar se a vítima é o enteado, que estava foragido. Também vamos investigar se este rapaz foi executado ou se cometeu suicídio”, explicou o delegado.

Deixe um Comentário