Peru de Guerrero cresce, bate o Chile e pode endurecer contra o Brasil

Peru3x0ChileCopaAmérica03072019

Nesta quarta-feira (3) o Peru sacudiu o Chile por 3 a 0 na Arena do Grêmio, pela semifinal da Copa América. Com um desempenho acima da média, os peruanos endureceram a marcação e não deram boa vida aos favoritos chilenos. Os gols da partida foram de Flores, Yótun e Guerrero, ex-Flamengo e Corinthians e atualmente no Inter-RS.
Na peleja, os destaques foram as atuações de Gallese, Flores, Carrillo, Cueva e o próprio Paollo Guerrero. Apesar de ter criado chances de gols, o Chile parou no paredão Gallese. O goleirão pegou tudo!
Assim o Peru pega o Brasil n o domingo (7), às 17h, no Maracanã, pela final da Copa América.
“Não vamos entrar mole na partida dessa vez. Vamos endurecer desde o início e, quem sabe, sair do Maraca com o título”, prometeu Guerrero, enquando deixava o gramado.
Caso a final termine empatada no tempo normal, a decisão irá para a prorrogação. Se a igualdade persistir, o título será disputado nos pênaltis.
Já o Chile enfrentará a Argentina, no sábado (6), às 16h, na Arena Corinthians, em Itaquera-SP.

Pressão peruana desde o início

O escrete peruano começou pressionando os chilenos. No primeiro minuto, Guerrero recebeu lançamento na esquerda, cortou Medel, e tocou para Cueva. O meia do Santos chutou dentro da área e perdeu grande chance de abrir o placar. Já a resposta do Chile veio, aos 06, Sánchez tocou para Beausejour que tocou curtinho para o centro da pequena área. Aránguiz pegou de primeira, mas chutou para fora. Que chance perdeu o selecionado chileno.
Com uma postura surpreendente, o Peru chegou mais uma vez levando perigo, aos 19. Flores recebeu de Guerrero na esquerda, invadiu a área e bateu mascado à esquerda de Arias. Aos 20, Cueva cruzou da direita, Carillo desviou de cabeça e Flores pegou de trivela mandando para o fundo da rede.
Em desvantagem o Chile se lançou para o ataque, aos 22, Aránguiz lançou na direita, Isla desviou para dentro da área, e a bola atravessou toda a pequena área e ninguém chegou para tocar. A marcação dos peruanos dificultou o setor de criação do selecionado chileno. Aránguiz, muito bem vigiado não conseguiu ser o diferencial, como se esperava dele.
O goleiro Arias saiu mal da meta, aos 37, Carrillo faz lançamento para a área e Yótun apareceu livre para encher o pé ampliando a vantagem. Na tentativa de descontar o Chile se mandou ao ataque, e, aos 43, Aránguiz cobrou escanteio, a defesa vacilou e Fuenzalida pegou de primeira. Gallese fez defesa espetacular!

Chile avança as linhas de frente

Para o segundo tempo, os comandados de Reinaldo Rueda avançaram as linhas ofensivas. Boa figura em campo, o atacante Flores sentiu dores no tornozelo direito e foi substituído por Gonzáles. Aos cinco minutos, Aránguiz cobrou falta no primeiro pau, Sánchez desviou de cabeça, e a bola carimbou a trave. No rebote, Guerrero afastou o perigo.
Precisando reverter a desvantagem o Chile abriu espaços para o contra-ataque do Peru. Aos 14, Carrillo puxou jogada rápida, abriu para Guerrero, que cruzou para Cueva. O meia tocou para Yotún, que pegou mal na bola e chutou por cima. Aos 17, Cueva recebeu da direita, carregou e mandou sem direção.
Bem fechado na defesa, o Peru não permitiu que o Chile penetrasse na área, restando apenas os chutes de longa distância. Aos 19, Aránguiz recebeu e pegou bonito na bola, e quase acertou o ângulo esquerdo de Gallese. Três minutos depois, Beausejour foi lançado da esquerda, pegou de primeira com efeito e o goleiro peruano faz uma defesa espetacular de mão trocada.
Aos 30 minutos, após rebote da zaga, Isla encheu o pé e a bola passou muito perto do gol do arqueiro peruano. Parecia que não era dia do Chile. Cinco minutos depois, Vidal finalizou e Gallese defendeu mais uma vez. Aos 36, Sánchez finalizou forte da área e o arqueiro defendeu firme.
Nos acréscimos, Tapia lançou no meio da defesa e achou Guerrero livre na pequena área. O camisa 9 driblou Arias e meteu para o fundo da rede. Aos 49, após consultar o VAR, Wilmar Roldan marcou penalidade para os chilenos. Vargas resolveu dar uma cavadinha e Gallese defendeu com uma das mãos. E ficou nisso.
Agora, Peru e Brasil se enfrentarão pela primeira vez em uma final da Copa América.

FICHA TÉCNICA
CHILE 0 x 3 PERU
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Data/Hora: Quarta-feira, 3 de julho de 2019 – 21h30
Árbitro: Wilmar Roldan (Colômbia)
Assistentes: Alexander Guzman (Colômbia) e Wilmar Navarro (Colômbia)
VAR: Andres Rojas (Colômbia)
Renda / Público: R$ 8.305.120,00 – 33.058 pessoas presentes
Cartão amarelo: Advíncula (Peru), Pulgar, Sagal (Chile)
Gols: Flores, aos 20 minutos e Yótun, aos 37 minutos do primeiro tempo; Guerrero, aos 45 do segundo.
>> Chile: Arias; Isla, Medel, Maripán (Castillo) e Beausejour, Pulgar, Vidal, Aránguiz e Fuenzalida (Sagal); Sánchez e Eduardo Vargas. Técnico: Reinaldo Rueda.
>> Peru: Gallese; Advincula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Yotún, Carrillo (Polo) e Cueva (Ballón), Flores (Gonzáles) e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Edição: Jota Carvalho / Hora H
jota.carvalho@yahoo.com

Foto: Juan Mabromata / AFP

Deixe um Comentário