Operação da PM termina com sete baleados e dois presos

0alp98k3lp3a3vtk6wifrxa1y

Uma operação do 41° BPM (Irajá) no Complexo do Chapadão, na Pavuna, Zona Norte do Rio, terminou com quatro mortos entre sete baleados e dois presos, no fim da noite desta segunda-feira. Segundo a PM, todos os baleados são suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas local.

Policiais realizaram uma operação no Chapadão para reprimir o tráfico de drogas e o roubo de veículos, mas foram recebidos a tiros pelos criminosos e revidaram, iniciando o confronto que terminou com os sete baleados. Todos foram socorridos no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, também na Zona Norte.

Polícia apreendeu dois fuzis, uma pistola, dois radiotransmissores e duas granadas

Os dois presos na operação não foram identificados mas, de acordo com a PM, um deles, conhecido como “Grisalho”, é apontado como chefe da venda de drogas nas comunidades Final Feliz, Tiradentes, Parque Esperança, Cova da Onça e Bom Tempo, todas localizadas no Conjunto de Favelas do Chapadão. Com a dupla foram apreendidos dois fuzis, uma pistola, duas granadas, dois radiotransmissores e drogas. A ocorrência foi registrada na Cidade da Polícia.

A polícia informou ainda que Grisalho é um dos suspeitos de participar da morte de um militar do Exército e de um ex-soldado no Final Feliz no ano passado. Além disso,  o bandido é conhecido por torturar e queimar suas vítimas e teria também ordenado o incêndio de oito ônibus no mês passado. Segundo a polícia, ele é braço direito do traficante Davi, um dos responsáveis pelo tráfico no Chapadão.

Deixe um Comentário