Oito mortos em confrontos na Baixada Fluminense e na Zona Norte do Rio

Rio de Janeiro - RJ - 09.07.2019 - Treinamento de policiais do Batalhão de Operações com Cães (BAC). Foto: Paulo Vitor.

Suspeito morto em Manguinhos durante troca de tiros com policiais da UPP da comunidade/Reprodução

Incursão para reprimir a ação do tráfico levou bandidos a atacarem policiais, que revidaram. Em Japeri, três foram de ralo. Já na Zona Norte, outros cinco suspeitos morreram na trocar tiros com agentes da Polícia Civil

Uma intensa troca de tiros entre policiais militares e da Civil e criminosos na Baixada Fluminense no Rio terminou com um saldo de oito mortos  no final de semana. Em Japeri, três suspeitos, entre os quais uma mulher, morreram na comunidade do Guandu. Os criminosos teriam atacado equipes do 24º BPM (Queimados) que realizavam patrulhamento para coibir o tráfico de drogas na região.

De acordo com a corporação, o bando fortemente armado começou a atirar contra as viaturas no momento em que os policiais iniciaram a incursão. Houve confronto. Após cessar a troca de tiros, os marginais foram encontrados caído no chão. De imediato, foram socorridos para Policlínica Itália Franco em Japeri, porém não resistiram. Na ação, que ocorreu no último sábado, os agentes apreenderam um canik calibrre 9mm, um simulacro de fuzil calibre 5.56, duas pistolas calibrre 380 e calibre 9mm, 263 pinos de cocaína; 842 trouxinhas de maconha e dois radiotransmissores. Até o fechamento desta reportagem, a identidade dos criminosos não havia sido divulgada pela PM. O caso foi registrado na 63ª DP (Engenheiro Pedreira).

Levou bala na Zona Norte
No Rio, um suspeito morreu durante troca de tiros com policiais fo Grupamento de Ações Táticas (GAT) da UPP/Manguinhos na última quinta-feira. Segundo informações, os agentes realizavam patrulhamento na Avenida Leopoldo Bulhões, próximo a localidade conhecida como ‘Varginha’ quando foram atacados por bandidos arrmados, dando início ao confronto.

O marginal foi encontrado ferido, com um radiotrasmissor e um sacola contendo material entorpecente e portava uma pistola. Os militares socorreram ele para o Hospital Geral de Bonsucesso, mas o suspeito não resistiu aos ferimentos.

Civil sacode o Morro da Coroa manda suspeitos para vala
Na manhã de hoje, uma operação no Morro da Coroa, no Centro do Rio, deixou quatro mortos. De acordo com a delegada Flávia Monteiro, titular da 7ª DP (Santa Teresa), que coordenou a operação, traficantes do Fallet Fogueteiro e Prazeres tentaram invadir o morro da Coroa, atualmente dominado por uma facção rival. A equipe da delegacia foi recebida a tiros. Três dos quatro mortos na ação estavam armados.

A corporação informou ainda que uma mulher que foi feita de refém por suspeitos foi libertada por policiais sem ferimentos. Quatro pessoas foram presas. Os agentes apreenderam três fuzis e três pistolas, além de drogas, carregadores, telefones e dinheiro. Há 15 traficantes identificados e sete mandados de prisão expedidos. Dão apoio à operação a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), Serviço Aeropolicial (Saer) e quatro delegacias distritais.erimento. A região é alvo de disputa de quadrilhas rivais do tráfico de drogas.

Deixe um Comentário