Nova Iguaçu serve de modelo para implantação do Plano Estadual

2 -wagner d'almeida

2 -wagner d'almeida

A Casa de Cultura de Nova Iguaçu sediou nesta terça-feira (02) o primeiro encontro  para a elaboração do Plano Estadual de Livro e Leitura. A cidade foi escolhida por ser a primeira em todo o estado a aprovar e sancionar o Plano Municipal de Livro e Leitura, cuja elaboração foi amplamente discutida com os diversos setores da sociedade.

A secretária estadual de Cultura, Eva Dóris Rosental, revelou que Nova Iguaçu saiu na frente e foi o primeiro município a ter aprovado um plano de livro e leitura, servindo como modelo para o estado. “Nosso objetivo é que até abril do ano que vem o plano estadual seja finalizado. Acredito que educação e cultura caminham juntos e são fundamentais para o desenvolvimento do país. Nova Iguaçu está de parabéns por ser o pioneiro”, finalizou.
Durante seu discurso, o secretário de Cultura de Nova Iguaçu, Wagner D’Almeida, destacou que o Plano Municipal de Leitura e Livro foi amplamente debatido com todos os segmentos culturais. Wagner fez ainda um rápido resumo de sua infância e lembrou da importância do livro em sua vida.  “Cultura é fundamental.  Fico feliz por Nova Iguaçu servir de exemplo para todo o estado. Nossa meta agora é implantar um sistema que fomente as bibliotecas comunitárias e integre a Biblioteca Cial Brito (que funciona na Casa de Cultura) ao estado. Sabemos que não é fácil, mas iremos conseguir.
Uma das principais proposta apresentadas pela superintendente da Leitura e do Conhecimento da Secretaria de Estado de Cultura, Vera Schroeder,  é um debate amplo para a elaboração do plano, que inclui até um sistema online para que os 92 municípios consigam participar e apresentar propostas. “Estamos  iniciando hoje a construção do Plano Estadual de Livro e Leitura. A próxima etapa será a discussão e elaboração dos eixos. Tenho certeza que iremos ter sucesso. Parabenizo Nova Iguaçu por ser o primeiro município a ter um plano definido”, encerrou.
Participaram ainda do encontro o presidente do Conselho de Cultura de Nova Iguaçu, Sadrak Albino;  a representante da Secretaria Estadual de Educação, Sandra  Santos;   Natália  Reis e Monica Verdan (Baixada Literária), além de representantes de diversos municípios como: Rio de Janeiro, Duque de Caxias, Casemiro de Abreu, Itaguaí e Volta Redonda, entre outros.

Deixe um Comentário