Moradores de Vila de Cava participam de simulado de emergência da Defesa Civil

Nova-01 - Cópia


No total, 55 famílias das 72 cadastradas participaram da ação, que faz parte do projeto Comunidades Resilientes/Divulgação

A Secretaria Municipal de Defesa Civil de Nova Iguaçu realizou, na manhã do último domingo, um Exercício Simulado de Desocupação Preventiva para Emergências, em Vila de Cava. No total, 55 famílias (184 pessoas) das 72 cadastradas (240 pessoas) participaram da ação, que faz parte do projeto “Comunidades Resilientes”, e tem como objetivo desenvolver, orientar e preparar comunidades vulneráveis do município para casos de desocupação em caráter emergencial.

A atividade teve início às 9h com a simulação de emergência enviada por SMS pela Defesa Civil aos moradores do bairro. Eles foram orientados a comparecer ao Ponto de Apoio (PA), localizado na Igreja Assembleia de Deus, na Rua Bernardino de Melo, n° 141, até às 12h. No local as pessoas puderam identificar sua residência no mapeamento de riscos e foram instruídas pelos agentes da Defesa Civil quanto às ações seguras e preventivas a serem tomadas em caso de emergências. Uma das novidades desta ação foi a participação de voluntários da Cruz Vermelha, que realizaram 54 atendimentos, entre aferição de pressão arterial e glicose. Houve também sete solicitações de vistoria em imóveis e 62 animais domésticos cadastrados.
A Defesa Civil também procurou integrar a comunidade ao Sistema de Alerta Comunitário para chuvas intensas (Sistema AC2I), desenvolvido pelo município, além de oferecer um serviço de requisição de vistorias técnicas no bairro. Ao todo, 18 agentes, 18 voluntários e dez estagiários participaram da ação.

Risco de deslizamento
Vila de Cava foi um dos bairros escolhidos devido ao risco de deslizamento de terra, após vistoria realizada pelo Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro (DRM-RJ). Para o secretário de Defesa Civil, tenente-coronel Jorge Ribeiro Lopes, esse simulado pode ser considerado o melhor em termos de participação da comunidade. “Estamos alcançando nos exercícios uma participação em torno de 50% e no de hoje, 75% das pessoas participaram. Foi algo massivo, maior que nas outras atividades”, disse o tenente-coronel. Ainda segundo ele, os serviços realizados por voluntários foi determinante para o aumento de pessoas aderindo ao exercício. “Quando além do exercício conseguimos disponibilizar serviços à comunidade obtemos maior adesão e participação de todos”, completa.
Esse foi o terceiro Exercício Simulado de Desocupação Preventiva para Emergências realizado em Nova Iguaçu. A primeira edição aconteceu na Cerâmica e a segunda em Santa Rita, que envolveram centenas de famílias. A expectativa é que ações semelhantes aconteçam ao longo do ano em outros bairros, como Nova América (julho), Grama (agosto), Posse (setembro) e Austin (outubro). Assim como Vila de Cava, todos esses bairros foram mapeados pela Defesa Civil de Nova Iguaçu junto com o DRM-RJ, devido a possibilidade de desastres naturais, como deslizamentos de terra, enxurradas e inundações.
Nova Iguaçu conta com mais de 47 mil cadastros no Sistema de Envio de SMS de Emergência da Defesa Civil, sendo uma das principais do estado neste serviço. Essa é uma ferramenta importante, pois permite ações preventivas nas comunidades vulneráveis e auxilia na organização em situações de emergência. Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de Nova Iguaçu

Deixe um Comentário