Justiça bloqueia bens de mulher de Sérgio Cabral

ap07byc4gsp6yxv2vncxmz82w

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, bloqueou na noite desta segunda-feira os bens da advogada Adriana Ancelmo, esposa do ex-governador Sérgio Cabral. Os investigadores da Operação Calicute querem saber onde foi parar boa parte das joias. Até agora, das 131 registradas, 40 foram encontradas na casa do ex-governador e 11 na do ex-assessor Carlos Miranda, também preso e identificado como ‘operador financeiro’ do esquema. Ou seja, 80 peças ainda estão desaparecidas.

ap07byc4gsp6yxv2vncxmz82w

Foram, ao todo, R$ 7 milhões gastos pelo casal e pelo assessor com as joias, adquiridas em lojas como H Stern e Antônio Bernardo, que aparecem entre as empresas do ramo mais beneficiadas por incentivos fiscais na Era PMDB no Rio. A Polícia Federal quer saber, agora, se as joalherias ‘apenas’ sonegavam impostos — não havia emissão de nota fiscal após as compras — ou se participavam do esquema.

 

Deixe um Comentário