jovem é chamado de ‘fedorento’ e abre fogo contra colegas

Plantão-21
Foto: Reprodução/Internet

Um aluno de 14 anos atirou dentro de uma escola particular de ensino infantil e fundamental, em Goiânia, na tarde de ontem. Na ação, dois estudantes morreram e outros quatro ficaram feridos no Colégio Goyases, localizada no Conjunto Riviera, bairro de classe média.Segundo o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, o tiroteio ocorreu por volta do meio-dia. As vítimas foram identificadas como João Vitor Gomes e João Pedro Calembo. Já os quatro feridos são três meninas, e um menino.
O responsável pelos disparos cursa o 8º ano do colégio e é filho de militares. “Informações preliminares dão conta que ele estaria sofrendo bullying, se revoltou contra isso, pegou a arma em casa e efetuou os disparos”, disse.
Um estudante de 15 anos, que estava na sala no momento do tiroteio, também contou que o adolescente era vítima de chacotas. “Ele sofria bullying, o pessoal chamava ele de fedorento pois não usa desodorante.

LEIA ESSA MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO DE SÁBADO (21) OU NA VERSÃO ONLINE EXCLUSIVA PARA ASSINANTES.

Deixe um Comentário