Itaguaí lança campanha de proteção à criança e adolescente

Faça-Bonito-18-de-maio

No dia 18 de maio de 1973, a menina Araceli Cabrera Crespo, de 8 anos, foi raptada, drogada, estuprada, morta e teve o corpo carbonizado, no Espírito Santo. Ninguém foi punido por esse crime bárbaro que chocou o Brasil. Para enfrentar qualquer tipo de violência contra menores de idade, foi instituído o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, cuja data de reflexão é a mesma da morte de Araceli. Na quinta-feira (18), a Secretaria de Assistência Social de Itaguaí iniciará uma campanha de proteção às crianças do município, com a distribuição de 18 mil prospectos informativos no Calçadão.

Além da distribuição dos folhetos, funcionários darão orientação aos transeuntes de como devem proceder quando testemunharem algum caso de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes. A população têm a disposição uma série de canais de contato com os órgãos que assistem aos menores vítimas de violência.

A denúncia pode ser feita pelo Disque 100, da Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos. O serviço funciona de domingo a sábado, 24 horas por dia. A ligação é gratuita. Se preferir, o contato com o órgão federal poderá ser feito pelo e-mail direitoshumanos@sdh.gov.br

Deixe um Comentário