Grupos atacam prédios e ministérios durante manifestação em Brasília

protesto

Fachadas e vidros de vários prédios da Esplanada dos Ministérios foram danificados na tarde desta quarta-feira por atos de vandalismo durante manifestações contra as reformas propostas pelo presidente Michel Temer. Grupos quebraram vidraças e refletores dos prédios oficiais. Há registro de incêndio na área interna do Ministério de Agricultura, na Esplanada dos Ministérios.

Mais cedo, bombas de efeito moral foram lançadas pela Polícia Militar (PM) do Distrito Federal próximo à grade que foi colocada para isolar a área do Congresso, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal (STF).

A todo momento, uma leva de manifestantes se afasta do local correndo, tossindo, com olhos ardendo. Oficialmente, a Secretaria de Segurança Pública não informou o motivo da reação policial. No local, a justificativa é que seria uma reação a objetos jogados por manifestantes. Um carro de som chama pela ambulância para socorrer feridos.

Com as bombas, os manifestantes estão recuando aos poucos. De cima do carro de som, representantes de centrais sindicais condenam a ação policial. Quatro manifestantes foram detidos. Com os suspeitos foram encontrados um punhal, canivetes e uma pequena porção de maconha.

Por conta da iminência de invasão, os órgãos decidiram cancelar o expediente vespertino para os funcionários. Os Ministérios do Meio Ambiente e da Cultura também dispensaram a equipe nesta tarde, devido à confusão na Esplanada. Mais cedo, a Secretaria de Segurança Pública do DF estimou em cerca de 25 mil pessoas o número de manifestantes.

Deixe um Comentário