Governo do RJ negocia abertura de vagas temporárias para o Natal

A woman leaves a store at the Saara street market, amid the outbreak of the coronavirus disease (COVID-19), in Rio de Janeiro, Brazil November 19, 2020. Picture taken November 19, 2020. REUTERS/Pilar Olivares

Após garantir vagas temporárias para a Black Friday, evento em que o comércio promete grandes descontos para os consumidores, a Superintendência de Atendimento ao Trabalhador da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro iniciou, nesta quarta-feira (25), a busca de vagas para trabalhadores temporários para a época do Natal.

Tradicional nos Estados Unidos, a Black Friday (sexta-feira negra) ocorre depois do feriado de Ação de Graças e marca o início da temporada de compras de fim de ano. O comércio aproveita a data para promover liquidações especiais e atrair mais consumidores.

“Estamos com perspectiva de 600 vagas temporárias no comércio varejista para o Natal”, disse à Agência Brasil o superintendente Júlio Saraiva, que está intermediando as contratações, por meio do Sistema Nacional de Emprego (Sine-RJ). A expectativa é positiva, com base em estudos da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem), que apontam que 20% dos trabalhadores contratados têm grande possibilidade de ser efetivados.

Na última terça-feira, Saraiva reuniu-se com representantes do comércio atacadista, formado por grandes redes de supermercados, e, até amanhã, espera garantir mais 300 vagas temporárias. “Estamos negociando”, disse Saraiva. Segundo ele, a secretaria ainda não conseguiu nada em termos de vagas temporárias para o fim do ano. “Está tudo muito parado, bem como a construção civil”.