Filho de desembargadora fica na prisão

Breno-21
Foto: Reprodução Facebook

Diagnosticado com Síndrome de Borderline, Breno não pode usar a doença para justificar crimes, sendo a população.

O filho da presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso do Sul preso por tráfico em abril, continuará preso na Penitenciária de Três Lagoas e não será transferido para clínica psiquiátrica. No mesmo dia que a defesa de Breno Fernando Solon Borges, de 37 anos, conseguiu a substituição da prisão pela internação provisória para tratamento médico, o juiz de Três Lagoas mandou que ele permanecesse na cadeia. Ele é um dos alvos da Operação Cérberus, da Polícia Federal, deflagrada em 13 de junho.
O suspeito está preso desde o dia 8 de abril deste ano quando teria sido flagrado com 129 quilos de maconha e 270 munições, além de uma arma de fogo sem autorização. Breno estava acompanhado de outras duas pessoas.

Leia essa matéria completa na edição de sexta feira (21)…

 

 

Deixe um Comentário