Família acusa polícia de matar adolescente no Chapadão

familia chapadao
Foto:Fabiano Rocha

Rapaz foi atingido enquanto queimava cobre para o ferro velho que trabalhava, em uma mata.

A família do adolescente Denílson Souza de Moraes, de 16 anos, morto no Complexo do Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio, na última terça-feira, afirmam que o tiro que acertou o jovem no pescoço, partiu da arma de um policial militar. Ainda de acordo com a família, Denílson foi atingido no momento em que queimava cobre em uma mata para um ‘ferro velho’, onde trabalhava. O jovem ainda chegou a ser socorrido para o Hospital Estadual Carlos Chagas, mas não resistiu. Ainda durante a noite de terça-feira, vizinhos e amigos do rapaz realizaram uma passeata pedindo paz na comunidade, na Estrada Rio do Pau, na Pavuna. No cartaz, a frase: “Mais uma vítima covarde”.

Leia essa matéria completa na edição impressa de quinta-feira (31) ou  na versão eletrônica exclusiva para assinantes do site Hora H…

Deixe um Comentário