Dois prefeitos 'fichas sujas' assumem na Baixada

p.3 dq

Dos 13 prefeitos empossados neste domingo na Baixada Fluminense dois tem penas de prisão a cumprir, resultado de condenações em instância superior, o que, pelo menos teoricamente, deveria lhes tirar os mandatos. Washington Reis (Duque de Caxias) foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal a sete anos, dois meses e 15 dias em regime semiaberto por prática de crime ambiental e Carlo Busatto Junior, o Charlinho (Itaguaí) pegou 14 anos por fraude em licitação, corrupção passiva e associação criminosa.

Busatto foi considerado culpado pela compra superfaturada de ambulâncias dentro do esquema de corrupção conhecido como ‘Máfia das Sanguessugas’. Também assumiram mandatos de prefeito neste domingo, Jocelito Pereira de Oliveira (Guapimirim), Carlos Moraes Costa (Japeri), Rafael Santos de Souza (Magé), Jorge Miranda (Mesquita), Farid Abrão David (Nilópolis), Lucimar Ferreira (Paracambi), Carlos de França Vilela (Queimados), Anabal Barbosa de Souza (Seropédica) e João Ferreira Neto (São João de Meriti).

Deixe um Comentário