Diretora é exonerada por jogar material escolar no lixo em Nova Iguaçu

Crime aos ofres-01

Caixas de canetas, lápis de core outros materiais foram parar no lixo/ Reprodução

Diretora responsável pelo desperdício foi exonerada. Livros, canetas, caderno, caixas de lápis de cor, cola e outros utensílios, foram encontrados em frente à Escola Municipal Monteiro Lobato

Um crime contra os cofres públicos. Essa é a frase que classifica a atitude de uma profissional da educação de Nova Iguaçu sumariamente exonerada pelo prefeito Rogério Lisboa, ontem, depois que materiais utilizados nas aulas, como livros, canetas, caderno, diversas caixas cheias de lápis de cor, cola e outros utensílios foram encontrados no lixo em frente à Escola Municipal Monteiro Lobato, na região central.
Os pais de alunos ficaram revoltados com o desperdício praticado pela diretora, que não foi encontrada para dar declarações. Uma mulher que passava pelo local chegou a gravar um vídeo relatando a sua revolta. “Tudo que presta para dar para as crianças, e eles jogando fora.” disse. Através de uma nota, a Secretaria Municipal de Educação abriu sindicância para apurar o caso.

Prefeito se manifesta nas redes socials
Através das redes sociais, o prefeito Rogério Lisboa disse que foi surpreendido com a notícia: “Ontem à noite, fomos surpreendidos com a notícia de que materiais escolares teriam sido descartados de forma irregular na Escola Municipal Monteiro Lobato. Imediatamente, pedi que o fato fosse apurado para que tomássemos as medidas necessárias ao ocorrido. Ao constatar que houve efetivamente descartes de materiais que não obedecem os rígidos protocolos determinados pela Secretaria de Educação, determinei que a diretora da unidade fosse exonerada, que fosse aberta sindicância para apurar detalhadamente o fato e o mais importante, que fosse recuperado tudo que pudesse ser utilizado. Com a rápida atuação da Secretaria de Educação, todas as etapas foram cumpridas e o material está sendo catalogado para ser distribuído a quem lhes é de direito; nosso alunos”.
Ainda segundo Lisboa na nota, “honestidade e correção com o dinheiro público são características indispensáveis a quem exerce qualquer cargo em nossa administração. Este episódio faz lembrar, a quem se faz necessário, que o respeito com o patrimônio do contribuinte também faz parte do rol de pré-requisitos para aqueles que, através de função pública, nos ajudam a construir uma Nova Iguaçu melhor todos”, finalizou o prefeito.

Deixe um Comentário