DHBF fecha o cerco contra o bando de Van Damme

Milícia-02

Porrete com a inscrição ‘disciplina’ e as armas apreendidos pela polícia/Divulgação/Polícia Civil 

Operação mira em miliciano que lidera grupo paramilitar acusado de pelo menos dez assassinatos e crime de extorsão nos últimos três meses. Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) realizou  hoje (18) uma operação contra uma milícia que atua nos bairros Miguel Couto e Genenciano, em Nova Iguaçu. As investigações apontam quie a quadrilha chefiada por Mário Barbosa Marques Júnior, o Van Damme, que é considerado foragido, possui cerca de 20 integrantes.
O objetivo era cumprir 68 mandados de busca e apreensão direcionados a integrantes e endereços da organização criminosa.
Segundo a Polícia Civil, as investigações começaram há cerca de três meses, após a DHBF perceber um aumento na incidência de homicídios, principalmente, nos bairros Gerenciano e Miguel Couto. O delegado Moyses Santana, titular da especializada informou que durante a apuração das circunstâncias das mortes, os agentes conseguiram descobrir que os executores cometiam diversos crimes de extorsão. “Percebemos que de junho para setembro houve um aumento no número de homicídios naquela região e, então instauramos um inquérito. Durante as investigações, percebemos que a organização criminosa também explorava serviços ilegais de segurança, gatonet, mototáxi, água, gás. As vítimas do grupo seriam traficantes, simpatizantes do tráfico e pessoas que se recusavam a aceitar as ordens por eles impostas, não pagavam a extorsão”, explicou Santana.

Inquérito para apurar o lucro da quadrilha
Ainda de acordo com o delegado, será instaurado um novo inquérito para descobrir quanto os milicianos lucravam com as extorsões cometidas nas duas áreas de atuação. Para a DHBF existe uma conexão entre os milicianos de Nova Iguaçu e os da cidade de Belford Roxo que atuam nos bairros Babi e Nova Aurora.

Na operação desta terça-feira, a Polícia Civil prendeu dois homens e uma mulher, em flagrante, apreendeu quatro pistolas, duas espingardas, uma réplica de pistola e munições, além de um porrete com a inscrição ‘disciplina’. Os agentes encontraram diversas roupas camufladas, um boné da Polícia Rodoviária Federal (PRF), sirene e caderno com anotações financeiras da milícia.

Fonte: Polícia Civil 

Deixe um Comentário