Desembargadora afasta o prefeito de Casimiro de Abreu

Afastado

 

Paulo Dames é acusado de montar um esquema de compra de votos na Câmara para deixar adversário inelegível

Quatorze dias após ter decretado o afastamento do vice-prefeito de Casimiro de Abreu determinou o afastamento do vice-prefeito de Casimiro de Abreu, Adair Abreu de Souza, o Kinha, e o vereador Ademilson Amaral da Silva, o Bitó, desembargadora Katya Monnerat, do Grupo de Câmaras do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, decidiu, na última quinta-feira(19), afastar também o prefeito da cidade, Paulo Dames e mais dois vereadores, o ex-presidente da Câmara Rafael Jardim e Bruno Miranda.
“Registre-se que os denunciados Paulo Cezar Dames Passos, Rafael Jardim Pereira Ramos e Bruno Miranda encontram-se no exercício dos mandatos, respectivamente, de prefeito e de vereadores do município de Casimiro de
Abreu. O que demonstra a existência de risco concreto de possível reiteração criminosa e de embaraço à atuação estatal. Em vista disso é imperiosa a necessidade de afastar tais agentes de suas respectivas funções públicas.
Motivos pelos quais, com fulcro no artigo 319, inciso VI, do Código de Processo Penal2, determino o afastamento do prefeito Paulo Cezar Dames Passos e dos Vereadores Rafael Jardim Pereira Ramos e Bruno Miranda, das
respectivas funções públicas na Prefeitura e na Câmara Municipal de Casimiro de Abreu”, disse a desembargadora em seu despacho.
A decisão foi tomada em denúncia oferecida pela Subprocuradoria-Geral de Justiça contra os três acusado e também contra o empresário Wender Veloso Pereira, o Careca do Gás, pela suposta pratica de corrupção passiva. De acordo com a denúncia, o prefeito “se articulou criminosamente” com os dois vereadores e o empresário, com o objetivo de comprar votos para que as contas do ex-prefeito Antônio Marcos Machado, para torná-lo inelegível.

Secretaria de Comunicação Social  da Prefeitura de Belford Roxo 

Deixe um Comentário