Deputados pró-Temer do RJ estão na mira do eleitor

Temer-04
Foto: Wilson Dias

Vinte parlamentares fluminense disseram ‘sim’ para o arquivamento da denúncia contra o presidente da República.

‘Tudo o que o homem planta, um dia colherá’. O antigo ditado popular é a tradução das leis que regem o comportamento o humano e suas consequências. A sabedoria também pode ser aplicada na política, quando o cidadão cobra o papel de seus representantes no Legislativo por ações mais honestas e menos egocêntricas.
Infelizmente, a cada ano eleitoral a população o grau de frustração aumenta à medida que o político revela o verdadeiro caráter e sua complexidade diante do universo onde o interesse material em benefício próprio é o que pesa mais.
No Rio de Janeiro, 20 parlamentares provaram que a opinião do eleitor é passível de desprezo e não conta como maioria, principalmente quando existe um clamor por justiça, como é o caso das graves denúncias que pesam contra o presidente Michel Temer. O que é um mero detalhe para os parlamentares, o fato da população se manifestar com preocupação pelo futuro do país, para o cidadão é crucial, grave e importante que algo de bom possa transformar a realidade política que o Brasil vive.
E essa questão é que decidirá o voto na urna nas próximas eleições, assim se espera.

Partido unido até debaixo d’água

Na última quarta-feira, os 20 deputados votaram a favor do arquivamento da denúncia da Procuradoria-Geral da República contra Michel Temer (PMDB). A proposta, barrada por 263 votos, abriria investigação por corrupção no Caso Joesley Batista, da JBS. O parecer de Abi-Ackel (PSDB-MG), que era contrário à instauração do processo, acabou aprovado na Câmara.
Após sessão tumultuada que se estendeu por horas, sete deputados federais do PMDB-RJ, partido de Temer, votaram para arquivar. Nem toda a bancada seguiu a orientação e houve três votos contrários, um deles foi de Sérgio Zveiter, que deu parecer favorável à admissibilidade da denúncia. Parlamentares do PR (03), PP (03), DEM (02), PRB (02), SD (01), PTB (01), Podemos (01) e PEN (01) também atuaram para rejeitar a denúncia. A maioria dos deputados do Rio de Janeiro se posicionou, porém, contra o arquivamento, que colheu 227 votos. Dois faltaram à votação.

 

Deixe um Comentário