Depois de 38 anos cometendo crimes, estelionatária é presa na Zona Norte do Rio

marli

Uma mulher foi presa, nesta segunda-feira, suspeita de participar de uma quadrilha que comete estelionatos contra idosos no Rio de Janeiro. Marli Januário de Lemos, de 61 anos, tem nove passagens pela polícia. A primeira delas, em 1979, na Ilha do Governador.

De acordo com o delegado da 17ª DP (São Cristóvão), Fabio Souza, contra Marli já havia um mandado de prisão em aberto. Segundo ele, a mulher já passou pela polícia por diversos crimes.

– Ela tem uma vida no crime. Já teve passagem por extorsão, estelionato, falsificação de documentos públicos e particulares e receptação. Ela já é a segunda integrante desta quadrilha que prendemos este mês. É uma quadrilha que atua em todo o Rio – disse.

Marli foi encontrada em São Cristóvão. De acordo com o delegado, a quadrilha em que atuava já tem cinco integrantes identificados.

– Pelo menos cinco pessoas atuam nessa quadrilha. Mas podem ser mais. Estamos investigando ainda – disse.

Ainda segundo Fabio Souza, Marli e o restante do grupo atuam usando documentos falsos para pegar empréstimos em nome de aposentados do Rio. As vítimas, porém, só percebem o crime quando se dão conta dos valores descontados.

Deixe um Comentário