Déficit de leitos na Baixada: ” municípios estão sobrecarregados “, diz Dr. João

Cisbaf-24

Foto: CISBAF / Divulgação

A Baixada Fluminense tem um déficit de sete mil leitos hospitalares. São apenas três grandes hospitais (Hospital Geral de Nova Iguaçu – Posse, Hospital Municipal Moacyr Rodrigues do Carmo, e Hospital Estadual Adão Pereira Nunes – Saracuruna) para atender uma população de quatro milhões de habitantes, enquanto a cidade do Rio tem 17 unidades, entre municipais, estaduais e federais, para atender seis milhões de habitantes. Para cobrir essa carência, seria necessário construir 23 novos hospitais com 300 leitos cada. Esse foi um dos desafios apontados na reunião do prefeito de São João de Meriti e presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada (Cisbaf), Dr. João, com cinco prefeitos e secretários de Saúde da região, na última sexta-feira (20).

LEIA ESSA MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA TERÇA (24) OU NA VERSÃO ONLINE EXCLUSIVA PARA ASSINANTES.

Deixe um Comentário