Curta-metragem filmado em Nilópolis estreia nesta quinta-feira (08)

cartaz
Foto: Divulgação

O curta-metragem Acúmulo, que movimentou a cidade de Nilópolis durante as filmagens em 2017, vai estrear nesta quinta-feira, dia 08 de março, em um dos mais importantes cinemas do estado, o Odeon, na Cinelândia, Rio de Janeiro.
Acúmulo é a história de Lete (Léa Garcia), uma senhora que passa os dias recolhendo nas ruas de Nilópolis objetos e móveis de madeira que o marido marceneiro (Vino Cachorrão) pode reformar. Mas é seu filho José (Don Felipe) quem precisa lidar com os sonhos e frustrações da mãe.

Filmagem Nilopolis – Léa e Diretor Gilson Junior

A obra reúne a experiente atriz Léa Garcia, uma das mais competentes e premiadas atrizes da história do cinema e da televisão brasileira, e o cantor, compositor, professor de violão e querido cidadão nilopolitano Vino Cachorrão, que interpretam um apaixonado casal. O ator Don Felipe, conhecido por papeis na televisão e pelo canal Quadro Negro TV, interpreta o filho do casal.
Durante as filmagens, realizadas em agosto de 2017, Léa despertou a curiosidade dos moradores de Nilópolis. Munida de um carrinho de supermercado e com o figurino de Lete, Léa deu atenção aos fãs, conheceu a Escola Municipal de Teatro Antônio José – O Judeu, e posou para fotos. A escola, assim como a estrutura da Secretaria Municipal de Cultura, foram parceiras da produção, cedendo seus espaços para a produção local.
Mas foi nas filmagens de cenas internas, longe dos olhos do público, que Léa contracenou com Vino Cachorrão. A sintonia entre os dois foi um dos pontos altos da filmagem e resultou em uma belíssima cena romântica que tem mexido com o coração de quem assiste ao filme. Já nos bastidores, foi o violão de Vino quem ditou o ritmo da equipe, que se tornou fã do músico. Vino atualmente integra a banda Lempé.
Acúmulo é mais uma produção do coletivo independente Utopíe Produções e explora um dos diversos caminhos que levam a mente a criar soluções para suas dores. O contraste entre o esvaziamento da solidão e o acúmulo material pretende desmontar o primeiro olhar e contar uma história de amor que desafia a vida e a morte.
O curta-metragem tem direção de Gilson Junior, roteiro e produção de Sarah Duarte e integra o projeto LABs Produtora Escola, do edital Territórios Culturais RJ/Favela Criativa, da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro em parceria com a Conexão Light e a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – Brasil. O curta também contou com o apoio da Produtora Escola Cinema Nosso, da Produtora de Finalização Link Digital, da Prefeitura de Nilópolis e do Centro Técnico do Audiovisual (CTAv).
Além da Secretaria de Cultura, agentes da Guarda Civil Municipal e da Secretaria Municipal de Transportes também contribuíram para que o filme fosse rodado no município de Nilópolis.
A entrada é franca e os ingressos serão liberados na bilheteria do cinema a partir de 17h30. A exibição começa às 18h. Durante o evento, também serão exibidos outros filmes contemplados no edital.

Deixe um Comentário