Corpos de jovens são encontrados carbonizados em Caxias

Corpos-21

A angústia terminou para as famílias de dois jovens que estavam desaparecidos desde o último domingo em Duque de Caxias. Os corpos foram encontrados carbonizados dentro do Gol branco de uma das vítimas, na comunidade Paraopeba, no bairro Amapá, por volta das 16h desta terça-feira.

Segundo informações, Bruno Chagas e Rafael Duarte foram até a região para fazer uma tatuagem e teriam sido sequestrados pelo tráfico de drogas. A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) investiga se o marginal identificado como ‘Novinho’, que possui um perfil cruel e já tem um vasto currículo na criminalidade, ordenou a captura dos jovens.

Face diabólica do marginal

‘Novinho’, também chamado de ‘Cria’, da comunidade do Dick, é responsável pelo gerenciamento do tráfico de drogas na Paraopeba. Apontado como principal suspeito do duplo homicídio, ele conta com o apoio do seu fiel escudeiro conhecido como Alberto Walker.

A função dele é de recolher armas, drogas e de retirar o ‘chefão’ da comunidade em caso de uma operação policial na região. O criminoso leva uma vida de luxo, como um típico playboy da Zona Sul, em praias, festas e shoppings por ser fiel a ‘Novinho’.

Deixe um Comentário