Colegas de farda juntam dinheiro para pagar enterro de PM

Reprodução/internet

Reprodução/internet

O corpo do soldado Douglas de Jesus Vieira, 28 anos, será enterrado no Cemitério de Irajá, Zona Norte do Rio. O horário previsto do sepultamento é às 16h30, porém ainda não há nada confirmado.

Cristiano fez uma transmissão ao vivo de sua morte pelo Facebook, na noite de sábado.   Os colegas de farda juntaram suas economias para que pudessem pagar o velório do PM. A PM não arca com custos  em questão de suicídio. Em nota, a assessoria informou:   “o convênio da PM só dá cobertura aos policiais mortos e/ou acidentados em serviço”.

As pessoas próximas ao policial diziam que ele estava sofrendo de depressão devido a falta de pagamento e problemas pessoais, pois ele estava se divorciando de Rayane Cristina dos Santos, de 25 anos,  com quem tinha uma filha  de 1 ano e 3 meses. A  jovem conta que ele já havia tentado se matar outras vezes.

“Era muito certinho com as contas. Nos últimos meses, muitas vezes me ligava desesperado. Dizia que estava endividado e não sabia como iria pagar o aluguel “, disse Rayane.

“Ele andava muito triste, muito para baixo. Além da falta de pagamento, ele estava se divorciando e trabalhando muito, fazendo segurança privada. Estou muito triste porque ele me chamou para sair ontem e eu não aceitei o convite. Se estivesse com ele, isso não teria acontecido. Infelizmente, só o Douglas mesmo sabia o que teria motivado esta tragédia. Ele era um cara que gostava de curtir a vida. Não consegui até agora entender o que aconteceu”,  lamentou Clenilson Cruz , padrinho de casamento do soldado.

Deixe um Comentário