Civil investiga fraude na eleição de Queimados

presos

presos

O Núcleo de Inteligência da 55ª DP (Queimados), prendeu na tarde do último domingo, uma organização criminosa que atuava nas eleições de Queimados, utilizando títulos e identidades falsas. Os suspeitos votariam de maneira ilegal se fazendo passar por eleitores do município de Queimados recebendo ajuda de um servidor federal do TRE. Foram iniciadas diligências reservadas em vários bairros para localização e identificação do grupo.

No início da tarde, os policiais do Grupo de Investigação Complementar da 55ª DP, sob o comando do delegado titular Marcos Peralta, diligenciaram um dos colégios eleitorais mencionados no informe da Inteligência, localidade em que a quadrilha estaria atuando e prenderam em flagrante delito de crimes eleitorais, os homens identificados como Wallace Machado Oliveira, Marcelo da Silva Ribeiro e Ramon Rodrigo Ferreira Gonçalves, responsáveis por realizarem as votações fraudulentas, são autuados por três crimes eleitorais e associação criminosa.

A quadrilha contava com o apoio de um servidor do TRE

Com os presos foram encontrados 19 envelopes contendo 60 títulos de eleitores e 90 identidades, correspondentes às 19 zonas eleitorais e certa quantia de dinheiro utilizado para pagamentos dos votos ilícitos.

Após a prisão dos três participantes da associação criminosa, foram colhidos, durante a instrução do Alto de Prisão em Flagrante (APF), elementos que permitiram a identificação e reconhecimento fotográfico do quarto integrante do grupo criminoso, Mario Cesar Pereira Gomes, servidor do TRE, responsável por todo o esquema de colheita de dados de eleitores e falsificação dos documentos, tendo sido preso no Fórum de Queimados.

O APF será encaminhado ao Juízo Eleitoral de Queimados e a Polícia Federal para continuidade das investigações da atuação da associação criminosa nas eleições neste município.

Deixe um Comentário