Cidadania em Ação chega ao bairro Jardim Veneza de Belford Roxo

cidadania belford roxo
Foto: Rafael Barreto

A iniciativa traz praticidade e rapidez aos moradores.

O estudante de Educação Física, Davi Rodrigues, 20 anos e sua noiva, a técnica em Segurança do Trabalho, Cássia Cristina Lima e Silva, 22, não perderam tempo e confirmaram casamento para o dia 23 de dezembro. A decisão aconteceu depois de conseguirem a isenção para Casamento Civil, no Projeto Cidadania em Ação, que aconteceu pela primeira vez, na manhã de hoje, no Bairro Jardim Veneza, em Belford Roxo. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania e da Fundação de Desenvolvimento Social de Belford Roxo (Funbel) que disponibilizou vários serviços gratuitos no salão da Igreja Batista Renovada Sião, localizada na Rua Acarati, 12.
“Foi mega fácil. Atendimento rápido, eficaz e pertinho de casa. Foi uma economia considerável”, disse o noivo David, que agora vai investir na festa do casamento. Além da gratuidade para casamento civil, quem passou por lá, das 9h às 13h, também pôde dispor de outros serviços como: Segunda via para carteira de identidade, isenção para antena digital, cadastro no Bolsa Família, Cadastro Único, certidões de casamento, nascimento e óbito, passe interestadual, vale social e ainda aplicação de vacinas de prevenção à febre amarela e influenza.
Levar serviços à comunidade já é uma prática da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, através do Projeto Novo Tempo em Ação. Desde sua aprimeira edição, em maio deste ano, realizou mais de 40 mil atendimentos em diversos serviços, como emissão de documentos, lazer, corte de cabelo, estética entre outras opções. Segundo a secretária e primeira-dama, Daniela Carneiro, a Cidadania em Ação é uma versão menor do Novo Tempo em Ação para atender demandas de igrejas e cartórios da cidade. “Estamos recebendo muitas solicitações de igrejas católicas e evangélicas e de cartórios também. Só aqui no Parque Veneza atendemos cerca de 300 pessoas, em quatro horas, que nos procuraram em busca de soluçãoes rápidas. Um resultado muito satisfatório”, assegurou Daniela.
O estudante, David Alves, 18, soube da Cidadania em Ação através das redes sociais e foi conferir. “Precisava tomar a vacina contra a febre amarela e não perdi tempo. Foi muito rápido. Gostei da iniciativa da Prefeitura que deveria acontecer mais vezes”, afirmou o rapaz. Já o produtor de eventos, Wallace Santiago, 25, que teve sua identidade furtada, procurou o projeto em busca da segunda via. “Foi prático e rápido. Adorei”. declarou.

Deixe um Comentário