Carteira de Trabalho Digital volta a ser emitida pela Prefeitura de Quatis

quatis
Foto: Divulgação

Residente em Falcão, distrito da zona rural de Quatis, e aluno do ensino médio matriculado no Colégio estadual Américo Pimenta (Centro), Marcos Vinícius Martins (foto), de 17 anos, foi o primeiro a solicitar da carteira de trabalho digital na Secretaria de Trabalho e Renda do Município, cuja emissão voltou a ser feita pela prefeitura, na manhã desta terça-feira, dia 03 de janeiro, através de um convênio com a Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego, que se localiza em Volta Redonda.

A retomada do serviço pela Prefeitura de Quatis visa agilizar o atendimento aos trabalhadores e evitar que eles tenham gastos com passagens de ônibus para os municípios da região em busca da carteira. Titular da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, Vinícius Lima explica que o prazo para a retirada do documento é de 15 dias úteis após o preenchimento dos dados do requerente. A entrega só pode ser feita pessoalmente, ao próprio trabalhador, nas instalações desta secretaria, que funciona no segundo andar do prédio da Prefeitura de Quatis, no bairro Bondarowsky.

Em Quatis, o documento poderá ser solicitado de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas, sem intervalo para o almoço, mediante a apresentação dos seguintes documentos (todos originais): carteira de identidade, CPF, certidão de nascimento ou de casamento, comprovante de residência com o número do respectivo CEP (Código de Endereçamento Postal), além do boletim de ocorrência (se a carteira anterior tiver sido extraviada). As fotografias são produzidas na própria Secretaria de Trabalho e Renda do Município.

– Se o morador de Quatis tivesse que ir de ônibus a Resende, por exemplo, ele teria uma despesa de R$ 14,50 para requerer a carteira de trabalho. No caso de se dirigir a Barra Mansa, o gasto com passagem de ônibus seria de R$ 16,10 só para solicitar o documento. Como a carteira precisa ser entregue pessoalmente, o requerente, portanto, teria em dobro essa despesa para busca-la quando ela ficasse pronta. Essas informações retratam com exatidão a importância do documento voltar a ser emitido na Prefeitura de Quatis. Sabemos que os gastos com passagens de ônibus pesam muito nas famílias de baixa renda, principalmente no que diz respeito aos trabalhadores desempregados – declarou Vinícius Lima.

Para atuarem na emissão da carteira de trabalho digital, os funcionários da Secretaria Municipal de Trabalho e Renda realizaram um treinamento na representação do Rio de Janeiro, do Ministério do Trabalho e Emprego. A emissão do documento pela Prefeitura de Quatis tinha sido retomada no primeiro semestre do ano passado, mas posteriormente voltou a ser paralisada em razão de um problema técnico no sistema de emissão do próprio Ministério do Trabalho, o que afetou a continuidade do serviço também em outras cidades fluminenses.

Podem requerer a carteira de trabalho digital qualquer cidadão com mais de 14 anos de idade. A criação do documento informatizado ocorreu através da portaria número 03/2015, emitida pelo próprio Ministério do Trabalho e Emprego, em Brasília. Entre as vantagens que o novo sistema de emissão da carteira proporciona ao trabalhador estão o aumento de segurança contra fraudes e a rapidez no acesso às informações sobre a situação funcional do trabalhador, além do documento conter todos os dados sobre as empresas nas quais o profissional esteve empregado. Antes, normalmente os trabalhadores precisavam percorrer as firmas empregadoras em busca dessas informações.

Deixe um Comentário