Cantora é encontrada carbonizada

Carbonizado-20

A Divisão de Homicídios investiga a morte da cantora Loalwa Braz Vieira, intérprete do hit ‘Chorando se foi’, da banda Kaoma. Ela foi encontrada carbonizada dentro de um carro em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio.

Segundo informações, ela já havia denunciado uma ameaça de morte à Polícia Civil. Em janeiro de 2014, procurou a 124ª DP (Saquarema) para denunciar que um funcionário que havia demitido de sua pousada “saiu gritando: ‘Você vai morrer’”. Loalwa também relatou aos agentes que o então funcionário “diz ser policial civil, já matou muito, que o pai dele é delegado da Polícia Civil e que o irmão dele é miliciano no Rio de Janeiro”.

No final da tarde desta quinta-feira, o 25º BPM (Cabo Frio) informou que um suspeito de participação no crime foi preso em Saquarema. Ele foi levado à 124ª DP. Segundo a Polícia Civil, o acusado prestou depoimento na distrital e apontou a participação de mais dois homens no crime.

Na ocasião, a cantora afirma ter interpelado o ex-funcionário quanto a furtos de um aparelho de ar-condicionado e de comida ocorridos na pousada. Essa teria sido a razão da demissão.

A investigação apurou que homens invadiram a pousada da cantora, a colocaram no veículo e levaram para a Estrada da Barreira, no Distrito de Bacaxá. A cantora tinha 63 anos e morava na pousada. O batalhão informou ainda que que o Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 3h50 para as chamas em uma casa na Estrada da Barreira, em Saquarema.

Logo depois, às 6h, houve um novo acionamento para combater outro incêndio, em um carro nas proximidades, também na Estrada do Barreira, onde o corpo carbonizado foi encontrado e encaminhado para o IML de Araruama.

O caso está sendo investigado pela 124ª DP (Saquarema).

Deixe um Comentário