‘Cadeia Velha’ prende filho de Jorge Picciani

Picciani-15
Crédito: Clever Felix/Parceiro/Agência O Dia

Agentes da Polícia Federal prenderam na manhã de hoje o filho do deputado Jorge Picciani durante a Operação ‘Cadeia Velha’, desdobramento da Lava Jato, que investiga o pagamento de propina a políticos pela Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor). Os outros presos são os empresários do setor de ônibus, Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira.
Logo após desembarcar no Aeroporto Santos Dumont, por volta das 8h, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Picciani também foi levado coercitivamente para depor na sede da PF. O Ministério Público Federal pediu ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) o bloqueio de R$ 154,46 milhões dos Picciani.
A operação investiga ainda os deputados estaduais Paulo Melo (PMDB) e Edson Albertassi (PMDB) e outros dez suspeitos por corrupção envolvendo a Alerj. A Procuradoria da República pediu o bloqueio de R$ 108,61 milhões de Paulo Melo, de R$ 7,68 milhões de Edson Albertassi.
Segundo o MPF, a condução coercitiva dos parlamentares foi ordenada como alternativa inicial à prisão deles, já que eles têm foro privilegiado. Apesar disso, o órgão já pediu ao 2º Tribunal Regional Federal (TRF) a prisão dos deputados.

 

LEIA ESSA MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO DE QUARTA-FEIRA (15) OU NA VERSÃO ONLINE EXCLUSIVA PARA ASSINANTES.

Deixe um Comentário