BELFORD ROXO FAZ CINTURÃO DE VACINAÇÃO PARA SE PREVENIR CONTRA A FEBRE AMARELA

IMG_8119
Foto: Rafael Barreto

É melhor prevenir do que remediar. Essa é a fórmula que a Secretaria Municipal de Saúde encontrou para proteger a população de Belford Roxo contra a Febre Amarela. Ontem, através da Secretaria Executiva de Promoção e Proteção à Saúde, iniciou uma ação, aplicando vacina contra a doença, em moradores de bairros localizados na divisa com áreas verdes: de Tinguá, em Nova Iguaçu a Xerém, em Duque de Caxias. O primeiro dia do Cinturão de Vacinação aconteceu no bairro Itaipu, na Escola Municipal Irmã Filomena, das 9h às 14h, onde foram disponibilizadas duas mil doses da vacina. No ano passado, 70 mil pessoas foram vacinadas no município. Este ano, nos primeiros 15 dias de janeiro, 30 mil doses já foram aplicadas.

Amanhã (18) o Cinturão de Vacinação será realizado no bairro Nova Aurora, no Ciep 024 Gustavo Capanema. Na sexta-feira será no bairro Baby, na Escola Municipal José Pinto Teixeira. No sábado, a vacinação chega para os moradores do bairro Wona, na Unidade Básica de Saúde e no domingo, na Avenida Joaquim da Costa Lima, 64, Lote XV, ao lado da Caixa Econômica. “O combate à Febre Amarela está em todo o país. Belford Roxo não podia cruzar os braços, principalmente depois do caso ocorrido em Tinguá, quando um macaco foi encontrado morto na reserva biológica, bem próximo da gente. Esse Cinturão de Vacinação é uma prevenção para proteger nossa população, para que essa doença não atinja nossa cidade”, disse o prefeito Wagner Carneiro, o Waguinho que esteve acompanhando o evento.

VACINAÇÃO DIÁRIA

A vacinação acontece também, diariamente, nas cinco policlínicas da cidade: Neuza Brizola (Centro), Heliópolis, Santa Maria, Parque São José e Parque Amorim, das 8h às 17h. Nesses lugares o atendimento é feito através de senha. “Não há necessidade de alardes. Estamos fazendo um bloqueio inicial nos locais mais afastados. O governo do estado tem nos atendido com a doação de vacinas e hoje já temos 100 mil doses estocadas. Nossas policlínicas atendem em média 600 pessoas por dia com a vacinação”, explicou o secretário municipal de Saúde, Vander Louzada.

A Dona de casa, Adriana de Castro, 36 anos, não quis perder a oportunidade e levou a sua filha, Gabriela de apenas 10 meses e o filho Erik de 8 anos para vacinar.

“Fiquei sabendo do caso ocorrido em Tinguá e vim logo vacinar meus filhos e aproveitei também para tomar a dose. Ótima iniciativa da Prefeitura”, afirmou. Mãe de três filhos menores: Geovana, 2 anos, Caleb 4 e Túlio de 13, Vanessa, 34, garantiu a imunidade da crianças. “Agora estou mais tranqüila, pois moramos no morro, próximo de muita mata”, destacou. Um ônibus itinerante com enfermeiros fez o reforço de vacinação nas ruas, enquanto o carro fumacê circulava nas ruas de Itaipu para ajudar no bloqueio, combatendo o mosquito Aedes Aegypti , o mosquito transmissor da Dengue e também da Febre Amarela.

Deixe um Comentário