Belford Roxo discute Segurança Alimentar e Nutricional em miniconferências no Cras

Mini

As miniconferências estão abordando o tema Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos/Rafael Barreto/PMBR

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania, através da Vigilância Socioassistencial e Proteção Social Básica, em parceria com o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (Comsea) realizou na última quarta-feira (3), nos Cras (Centro de Referência da Assistência Social) de Santa Tereza e Shangrilá, mini conferências com o tema “Alimentação Adequada e Saudável: Direito de Todos” com o objetivo de explicar aos usuários dos equipamentos o significado do Comsea, o atual cenário da alimentação saudável no Brasil e fazer uma breve explanação sobre o que vem a ser a conferência. A próxima mini conferência será no próximo dia 5, no Cras Jardim do Ipê e a Conferência Municipal será no dia 23/07, na Uniabeu.
As miniconferências estão sendo realizadas nos equipamentos que possuem o Programa da Horta, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, para exemplificar como é possível em áreas urbanas se fazer o plantio de alimentos saudáveis no próprio quintal ou um pequeno espaço em casa. De acordo com o secretário de Assistência Social e Cidadania, Diogo Bastos, o encontro consistiu em um espaço de fortalecimento das bases nos territórios. “Trouxemos a população e o público usuário dos serviços socioassistenciais para reflexão, avaliação e propostas que visam aperfeiçoar e aprimorar ainda mais a execução desta política pública que garante direitos e que está disponível para quem necessitar”, afirma Diogo.
A coordenadora do setor de Vigilância Socioassistencial, Érica Trajano, destaca que a segurança alimentar é de extrema importância para toda a população e muitos não conhecem a existência do Comsea. “As miniconferências tem o objetivo de levar para os usuários do que se trata o Comsea, como explicar e fazer entender a importância da conferência e da participação deles na mesma. Além de abordar mais sobre o assunto segurança alimentar para que cada vez mais possamos lutar por melhorias de políticas públicas sobre esse assunto”, informou Érica.

Segurança Alimentar e Nutricional
Durante o encontro, foi realizada uma breve apresentação pela presidente do Comsea, Simone Rosa, e depois uma palestra da nutricionista, Marise Fontes. “O direito humano de alimentação adequada e saudável, que também inclui a água, consiste no acesso físico e econômico de todas as pessoas aos alimentos e aos recursos, como emprego ou terra, para garantir esse acesso de modo contínuo. Ao afirmar que a alimentação deve ser adequada, entendemos que ela seja adequada ao contexto e as condições culturais, sociais, econômicas, climáticas e ecológicas de cada pessoa, etnia, cultura ou grupo social”, explica Marise.
A nutricionista ainda disse que para garantir a realização desse direito é necessário que o poder público, em todas as esferas, respeite, proteja e promova alimentação saudável de toda a população. “É fundamental que se crie políticas públicas de segurança alimentar e nutricional que possam garantir a realização desse direito. Os Conselhos de Segurança Alimentar atuam para promover e defender práticas alimentares sustentáveis de produção e resgatar a cultura alimentar, promovendo dessa forma hábitos alimentares saudáveis”. Marise ainda explicou o significado de segurança alimentar e nutricional. “É a realização do direito de todos ao acesso regular e permanente de alimentos de qualidade e quantidade suficiente sem comprometer a satisfação de outras necessidades essenciais, respeitar na diversidade cultural e que seja ambiental e econômica e socialmente sustentável”, finalizou.

Deixe um Comentário