Arnaldo 70% está na mira do Ministério Público do Rio de Janeiro

Sombra

Oportunista, o ex-diretor de uma câmara na Baixada ganhou um apelido no mínimo inusitado. Metido a negociatas suspeitas, para todo acordo feito com ‘parceiros’ coniventes, o espertinho mercenário exige 70% para engordar sua conta bancária. Conhecido como o ‘homem do gato preto’, ele tem triplicado seus negócios sujos. Inclusive um passarinho assoviou no ouvido do Sombra que o moço já possui uma frota de três luxuosos carrões que estão a serviço do aplicativo Uber. A coluna, que não deixa por menos, vai tratar de fazer o serviço completo e dá a placa dos referidos veículos. Vale lembrar que as trapaças do tal ex-diretor já estão na mira do Ministério Público e no radar do Sombra. Com mais essa, ele não volta ser diretor do Legislativo nem na baixa da égua! Pode isso, Arnaldo?!

Deixe um Comentário