Alemão tem novos confrontos nas proximidades da torre blindada

torre

Moradores do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, relatam mais uma manhã de tiroteio na comunidade Nova Brasília, nesta quarta-feira. Os confrontos estariam ocorrendo na localidade conhecida como Sorveteria, um dos becos que dá acesso ao Largo do Samba. O local é o mesmo onde foi instalada uma torre blindada para que seja usada pelos policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Desde a instalação da estrutura, dez pessoas morreram nos confrontos entre policiais e traficantes.

Na noite desta terça-feira, um outro confronto ocorreu nos mesmo lugar. Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Nova Brasília, uma equipe policial foi atacada a tiros por criminosos armados na localidade conhecida como Sorveteria, por volta das 22h. Houve confronto, mas não há informações de feridos. O caso foi registrado na 45ª DP (Alemão).

A torre blindada foi instalada no dia 25 de abril. Antes da estrutura ser colocada no Largo do Samba, a Polícia Militar fez uma série de operações na comunidade, durante as quais quatro pessoas — entre elas um suspeito de tráfico — morreram.Moradores acreditam que o anúncio de que 26 torres e cabines blindadas serão instaladas no conjunto de favelas possa ter relação com a intensificação dos tiroteios.

A última vítima dessa guerra no Alemão foi a auxiliar de serviços gerais Marinete Berto, de 56 anos. Ela chegava em casa, na noite de segunda-feira, quando foi atingida na cabeça por uma bala perdida durante um confronto entre policiais da UPP e traficantes, na localidade conhecida como Zona do Medo.

 

 

Deixe um Comentário