Nova Iguaçu celebra Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha

Foto - Thiago Loureiro (1)

Foto - Thiago Loureiro (1)

 

A Prefeitura de Nova Iguaçu realizou nesta segunda-feira (25) diversas atividades em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha.  A comemoração da data tem como objetivo ampliar e fortalecer organizações de mulheres negras, construir estratégias para a inserção de temáticas voltadas para o enfrentamento ao racismo, sexismo, discriminação, preconceito e demais formas de opressão.“Esse dia é marcado por comemorações, discussões e palestras que dão visibilidade a nossa luta. Homenagear a mulher negra na pessoa de Tereza de Benguela mostra que a luta não tem idade e nem cor. Tereza é uma mulher à frente do seu tempo e que conseguiu nas entranhas da escravidão iniciar essa luta que perdura até hoje. Tornou-se símbolo contra o racismo e o machismo na construção de uma sociedade mais justa. Para nós é de extrema importância comemorar esta data”, destacou a secretária de Assistência Social, Cristina Quaresma.

Para a coordenadora de Políticas para Mulheres, Patrícia Xavier, os eventos promovem a igualdade racial e de gênero. “Vivemos uma luta diária para conquistarmos uma sociedade mais igualitária e sem preconceito. Celebrar o dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha é muito importante para destacarmos e valorizarmos a importância delas na sociedade”, disse.

À tarde, o Conselho Municipal em Defesa dos Direitos do Negro (COMDEDINE) realizou na Casa de Cultura, no Teatro Sylvio Monteiro um debate com o tema: Violência: quando a mulher é o alvo. Houve ainda apresentação cultural, entrega de moção e “feijão amigo” para degustação.

“Hoje abordamos a questão da igualdade racial e também da violência. Essa é uma oportunidade para homenageamos as mulheres de destaque na sociedade de Nova Iguaçu. É uma forma de valorizá-las”, disse a Secretária dos Conselhos Municipais, Cristina Penna.

A data foi instituída pela Lei nº 12.987/2014, inspirada no Dia da Mulher Afro-Latina-Americana e Caribenha, criado em julho de 1992 como um marco internacional da luta e resistência da mulher negra no mundo. Essa data também é o Dia Nacional de Tereza de Benguela, líder quilombola que viveu no atual estado de Mato Grosso durante o século XVIII.

Leave a Comment