Feira da Roça de Japeri é modelo para futura Feira da Rural

Única Feira da Roça da Baixada Fluminense com autorização para utilizar o Selo da Agricultura Familiar, a Feira da Roça de Japeri é exemplo para outros municípios e até universidades. Esta semana a professora do Instituto de Agronomia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Anelise Dias, esteve na Feira de Japeri, na Rua Leni Ferreira, Centro, para observar seu funcionamento e organização dos feirantes.

 Acompanhada pela Coordenadora da Feira da Roça, Inayna Sabas, a professora conversou com os feirantes e ficou surpresa ao comprovar pessoalmente tudo aquilo que já havia ouvido falar. “Ela nos disse que nosso modelo de feira é super bem falado fora do município. O que mais chamou atenção da professora foi a diversidade de produtos e o nível de organização entre os feirantes. Este reconhecimento é fruto do apoio que o secretário de Agricultura e Pesca, José Ademar, tem dado aos agricultores japerienses”, explica Inayna.

 A estrutura de organização da Feira da Roça de Japeri é formada pelos associados (feirantes cadastrados), conselho fiscal, tesoureiro (responsável pela parte financeira), secretário (encarregado das documentações) e coordenador-geral (incumbido de gerenciar toda a feira). Os associados pagam uma mensalidade de R$ 20 que são arrecadados pelo tesoureiro. A verba é revertida em benefício dos agricultores, como na compra de sementes, e em ações que visam divulgar o trabalho dos feirantes, como a exposição de fotos realizada no último dia 4 de junho, no Anda Japeri.

 A visita da professora Anelise Dias teve como objetivo fazer um convite aos feirantes. Em agosto a Rural irá realizar sua primeira Feira da Roça, e os agricultores japerienses foram solicitados para integrar o espaço. “A universidade quer se espelhar em nosso modelo de feira. Fomos convidados para que possamos transmitir nossa experiência aos professores e alunos do Curso de Agronomia, além dos agricultores de Seropédica, município onde está localizada a Rural”, comemora Inayna.

 A instituição de ensino irá ceder o espaço e também barracas para os feirantes de Japeri. A coordenadora da Feira da Roça também irá dar uma palestra aos envolvidos no projeto. “O intuito é abrir os muros da universidade para a comunidade local. Seropédica também é um município agropecuário, mas não tem uma Feira da Roça. Queremos motivar os produtores locais e incentivá-los a se organizarem e constituírem a Agricultura Familiar e, consequentemente, a Feira da Roça de Seropédica”.

 Durante a visita da professora Anelise Dias à Feira da Roça de Japeri, na quinta-feira (9), um encontro casual chamou sua atenção. O prefeito Ivaldo Barbosa dos Santos, o Timor, fazia compras. A docente elogiou a importância que Timor dá ao agricultor japeriense e parabenizou pela iniciativa de inspecionar a feira.

Leave a Comment